Publicidade
Poupe Tempo - O site de informações da comunidade brasileira
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
CANAIS
Adoções
Animais
Crianças
Consumidor
Código de defesa do consumidor
Onde Reclamar
Automóveis
Compra e Venda
IPVA
Licenciamento
Seguro Obrigatório
Seguro Particular
Consulta de CEP
Documentos
Carteiras Especiais
Carteira de Motorista
CPF
Licenças
Passaporte
Registro Geral (RG)
Título de Eleitor
Desaparecidos
Procedimentos
Ajuda
Estradas
Auto Ban
Ecovias
Nova Dutra
Via Oeste
Estudantes
Carteira de Estudante
Crédito Educativo
Descontos para Estudantes
Imposto de Renda
Justiça
Onde Reclamar
Pequenas Causas
Meio Ambiente
Ar
Água
Lixo
Poda
Multas de Trânsito
Consulta de Multas
Como Recorrer
Valores
Óbito
Previdência Social
Auxílios
Beneficios
Guia do Segurado
Pensão
Salário-Maternidade
Tabela do INSS
Tipos de Aposentadorias
Previsão do Tempo
Regiões do Brasil
Estados do Brasil
Prognóstico de Chuvas
Imagem do Satélite
Segurança
Carro
Cartão
Casa
Prédios
Rua
Viagens
Seguro Particular
Golpes
Sequestros
Trabalhador
Carteira de Trabalho
Onde Reclamar
FGTS
PIS
Seguro Desemprego
POUPE TEMPO
Anuncie no Poupe Tempo
 
Tabela do INSS
 
Segurados / Formas de Contribuição

1) Empregado, inclusive o doméstico, e trabalhador avulso.


INSS - CONTRIBUIÇÃO

AUTÔNOMOS

Salário Base/ R$
Alíquota
Contribuição/R$
260,00
20%
Mínima: 52,00
2.508,72
20%
Máxima: 501,74

DOMÉSTICOS

 
Alíquota (%)
Mínimo R$ (1)
Máximo R$ (2)
Empregado
7,65 a 11
19,89
275,96
Empregador
12
31,20
301,05
Total
19,65 a 23
51,09
577,01

(1)Cálculo sobre um salário-mínimo (R$260,00)

(2)Cálculo sobre o teto do salário máximo de contribuição (R$2.508,72)

ASSALARIADOS

Salário de Contribuição/R$
Alíquota % (INSS)
Até 752,62
7,65
de 752,62 a 780,00
8,65
de 780,01 a 1.254,36
9
de 1.254,37 a 2.508,72
11


Após o vencimento, o segurado estará sujeito a pagar multas de 4% a 100% mais juros Selic, sendo 1% no mês de vencimento e mais 1% no mês do pagamento. Desde 01/04/2003, os segurados podem pagar de acordo com a remuneração declarada, independentemente do período de inscrição.

Sempre que ocorrer mais de um vínculo empregatício para os segurados empregado e doméstico, as remunerações deverão ser somadas para o correto enquadramento na tabela acima, respeitando-se o limite máximo de contribuição. Esta mesma regra se aplica às remunerações do trabalhador avulso.

Quando houver pagamento de remuneração relativa a décimo terceiro salário, este não deve ser somado a remuneração mensal para efeito de enquadramento na tabela de salários-de-contribuição, ou seja, aplicar-se-á a alíquota sobre os valores em separado.
 
2) Contribuinte Individual e Facultativo

A partir de agora todos os contribuintes individuais e facultativos pode recolher ao INSS qualquer valor entre o mínimo de 20% do salário mínimo( 240,00 reais) e 20% sobre o teto da Previdência (1.561,56).
O valor para 240,00 reais é R$ 48,00 e para o máximo R$ 312,31.

3) Segurado Especial

A contribuição do segurado especial corresponde ao percentual de 2,2% incidente sobre o valor bruto da comercialização de sua produção rural. Este percentual é composto:

2,0% para a Seguridade Social;

0,1% para financiamento dos benefícios concedidos em razão do grau de incidência de incapacidade laborativa decorrente dos riscos ambientais do trabalho (SAT); e

0,1% para o SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural).

Sempre que o segurado especial vender sua produção rural à adquirente pessoa jurídica, consumidora ou consignatária, estas ficarão subrogadas na obrigação de descontar do produtor e efetuar o respectivo recolhimento ao INSS.

O segurado especial além desta contribuição obrigatória, também poderá contribuir facultativamente aplicando-se a alíquota de 20% sobre o respectivo salário-de-contribuição (segurado facultativo), para fazer jus a benefício previdenciário superior a um salário mínimo.

Para maiores informações, consulte nossos atendentes nas Agências da Previdência Social ou use o PREVFone (0800 78 0191)
 
Publicidade